domingo, 30 de janeiro de 2011

Como escrever um livro em dez passos


 

Primeiro: Trace uma linha mestra.

Procure um lugar onde não será incomodado. É hora de sonhar; mentalize e escreva as principais ideias e cenas que pretende colocar no livro. Assim você irá construir a linha mestra do que acontecerá na sua obra. Nesta etapa eu costumo pensar em quatro cenas, que julgo ser extremamente importantes para o livro:

  • A cena inicial que apresenta a história e o principais personagens.
  • A cena da primeira virada onde o protagonista é "forçado a agir" e mudar o seu estilo de vida.  
  • A cena da segunda virada, que ocorre depois do meio do livro, mais ou menos a um terço do final. O protagonista, durante a obra, passa por todos os  tipos de provas e conflitos, quando o livro se aproxima do final colocamos a segunda virada, quando a história muda de rumo e caminha para a cena final.
  • A cena final, aquela que fecha a história ou abre caminho para a continuação em um outro livro.
Se estes quatro pontos da obra estiverem bem definidos, fica muito mais fácil preencher cada capitulo. E principalmente, ajuda a minimizar aqueles "brancos" que as vezes ocorrem quando estamos escrevendo.

Segundo: Cuide de seus personagens.

Crie os protagonistas e personagens da sua obra. Responda as seguintes perguntas para cada personagem:

  1. Qual é o nome completo do personagem? 
  2. Qual a idade?  
  3. Qual é o seu grande objetivo? 
  4. De quê ele gosta? 
  5. Quais coisas ele não gosta? 
  6. Como foi o seu passado? 
  7. Como são seus sentimentos? 
  8. Como são seus pensamentos? 

Lembre-se quanto mais completa for a personalidade de seu personagem, mais convincente e cativante ele será.

Terceiro: Tenha em mente a evolução da história

Você está contando uma parte da vida de seus personagens, assim tenha em mente que precisa haver uma evolução. Seus personagens começam o livro em uma situação e no decorrer do livro eles devem evoluir para outra situação.

Quarto: Pense nos obstáculos que o protagonista irá enfrentar

Lembre-se de que o protagonista deve enfrentar um antagonista. Esta trama pode assumir diversas formas: Luta entre o bem e o mau (ou mocinho e bandido), A luta pela sobrevivência, A luta interna entre estados de espírito conflitantes, etc.


Quinto: Use um linguagem objetiva, evite textos rebuscados

Escreva sobre pessoas e sentimentos. Coisas do dia-a-dia, modos das pessoas de falar e de se expressar.


Sexto: Prefira frases curtas

Use sempre frases curtas. Abuse dos diálogos. Coloque ritmo, como o rufar de tambores, como o bater do coração. Liberte a imaginação do leitor, faça ele viajar com você. Faça com que ele se envolva e visualize o universo que você está criando.

Sétimo: Leia e releia o seu texto

Revise os parágrafos com carinho, reescreva e reestruture se for necessário. Peça para alguém, que entenda de gramática, para corrigir os possíveis erros. Peça opiniões das pessoas que são próximas a você.  Escute os bons conselhos. Leia e releia o seu livro, faça alterações até ficar ótimo.

Oitavo: Projeta e divulgue a sua obra

Registre a sua obra na Fundação Biblioteca Nacional http://www.bn.br/portal/?nu_pagina=28. Envie para várias editoras. Evite os pensamentos pessimistas, acredite sempre na resposta positiva. Mas, tenha cuidado com editoras que apenas querem que você compre uma grande quantidade de livros impressos. Eu, particularmente prefiro comercializar os meus livros no formato de ebook. Assim, o custo de publicação é praticamente zero.

Nono: Mantenha o pensamento positivo

Desenhe a capa do seu livro e a coloque num lugar onde você possa ver todos os dias. E, sempre que olhar para o desenho, tenha pensamentos positivos com relação ao seu livro. Mantenha em sua mente a imagem de sua obra nas livrarias. Imagine pessoas folheando o seu livro e carregando-o para o caixa. Imagine as pessoas felizes ao lerem o seu livro.

Décimo: E mais importante

Nunca, jamais desista de seu sonho. Lembre-se só você pode definir se seu sonho irá se realizar ou não. Então escolha o sim.

 ***

Lei mais...







Follow MarkusThayer on Twitter

Visite o livro Hathor no Skoob

sábado, 22 de janeiro de 2011

Você pode ser tudo o que quiser ser!

A vida se desdobra à nossa frente em vários níveis, alguns muito visíveis e outros nem tanto. Do mesmo modo, a forma com que percebemos o que nos rodeia também se manifesta em diversos níveis. Interagindo constantemente com a realidade ao nosso redor.
Estamos estreitamente conectados a um Universo multidimensional, onde a realidade objetiva é apenas uma pequena fração desse. Imagine o teclado de um imenso piano com infinitas teclas, onde conseguimos tocar apenas algumas poucas oitavas.
Estamos acostumados a perceber a realidade apenas pelos nossos cinco sentidos: visão, audição, olfato, paladar e tato. Assim, tudo que escapar à sensibilidade desses sentidos para nós não existirá. Por exemplo, os morcegos usam sonar para se guiar na escuridão da noite. Seus “gritos” são emitidos em uma freqüência que nosso ouvido não consegue perceber. Como resultado disso você nunca leu nenhum texto se referindo ao cântico dos morcegos.
Então, se não conseguimos ouvir o canto do morcego, podemos inferir que podem existir muitas outras coisas que não conseguimos ver, ouvir ou sentir.
O pensamento, por exemplo: Ocupa espaço? Tem cheiro? Do que é feito um pensamento? Parecem um pouco tolas  essas perguntas, mas a verdade é que os pensamentos são bem reais!
Recentes experiências no campo da física quântica têm demonstrado que o pensamento, de alguma forma, interfere na realidade objetiva.
Estamos criando constantemente a nossa realidade a partir do nosso pensamento. Você pode observar que quando está feliz o mundo lhe parece muito mais alegre e, como por um passe de “mágica”, coisa boas acontecem com mais freqüência. Por outro lado quando está triste, o mundo fica cinzento e as coisas ruins parecem surgir do nada.
Na verdade, o Universo lhe permite ser o que quiser ser. Você só precisa decidir e manter a sua mente focada no seu objetivo. Se fizer isso Tudo conspirará a seu favor. O Universo se rearranja para que o seu sonho se torne realidade. Aprenda a focar o seu pensamento e irá constatar como as coisas mudam como se fosse “mágica”. Acredite na sua capacidade, decida-se em ser o que gostaria de ser.
Não importa o quê, o seu desejo é uma ordem! O tempo surge diariamente diante de você como uma imensa tela em branco, as tintas estão na sua mão, e você é o grande pintor da sua realidade. Encha a sua mente com pensamentos bons, carregados de amor e você irá transportar todos os seus desejos para a realidade objetiva.


Follow MarkusThayer on Twitter